Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/atletabr/public_html/sgw.flex.php:1) in /home/atletabr/public_html/sgw.flex.php on line 3

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/atletabr/public_html/sgw.flex.php:1) in /home/atletabr/public_html/sgw.flex.php on line 3
Atletas Brasileiros S.A

Mercados Alvos

Mercado interno a ser atingido pela matriz

 

(i) Brasil

 

Diante do potencial evidenciado acima, sem sombras de dúvida, o principal mercado a ser explorado pela Atletas Brasileiros S.A. é o mercado brasileiro. Isso porque é onde a matriz da companhia está estabelecida e também porque o mercado brasileiro possui alto potencial comprador para nossos ativos.

Além disso, nossa Companhia conta com toda a experiência do nosso controlador, Paraná Clube, o qual já possui uma vasta rede de contatos e negócios estabelecida no país.

O Brasil é destaque não só na exportação de atletas, mas também na importação, haja vista nos últimos anos diversos jogadores têm vindo jogar em nosso país, como os estrangeiros o holandês Seedorf, o uruguaio Diego Forlán, o chileno Eduardo Vargas. Por outro lado, diversos jogadores brasileiros que atuavam no estrangeiro, após adquirir vasta experiência, têm retornado ao país, como por exemplo, o atacante do Corinthians, Alexandre Pato, o atacante Rafael Sóbis do Fluminense, Ronaldinho Gaúcho pelo Atlético Mineiro, dentre outros.

Isso demonstra o prestígio, a qualidade e a valorização do campeonato nacional, o que coloca o campeonato brasileiro em 6° lugar a nível mundial em termos de valor de mercado do elenco, consoante estudo da Pluri Consultoria mencionado acima.

Não obstante, a série B também possui lugar de destaque em nosso país, uma vez que os times participantes têm investido mais em seus elencos, agregando valor e competitividade à competição, o que demonstra um promissor mercado para a venda de nossos ativos.

Dessa forma, a Companhia entende que o mercado brasileiro se constituirá no principal nicho que a empresa atuará, haja vista o potencial que se constitui, e dessa forma, clubes da primeira à quarta divisão poderão se tornar tanto clientes, como fornecedores de atletas.

A Companhia pretende na maioria das vezes garimpar e comprar direitos de atletas de baixo custo, cujos jogares estão em destaque nos clubes onde atuam e que tenham alta probabilidade de retorno de valorização. Nesse sentido, atendendo às nossas políticas mitigadoras de risco, serão priorizados jogadores das categorias de base e atletas com idade até 24 anos. O objetivo é  buscar oportunidades visando maiores retornos no médio e longo prazo.

Por fim, a Companhia destaca que possíveis parcerias poderão ser realizadas entre a Companhia e clubes/agentes formadores de atletas, a fim de implementar nossa estratégia de crescimento inorgânico via aquisições.

 

 

Mercados consumidores a serem atingidos por filiais

 

(i) Portugal

 

A Liga ZON Sagres 2012/2013 de Portugal, vencida pelo F.C. Porto conta com outros 15 clubes, na seguinte ordem de classificação no campeonato: (2) Benfica, (3) P. Ferreira, (4) SC Braga, (5) Estoril Praia, (6) Rio Ave, (7) Sporting, (8) Nacional, (9) V. Guimarães, (10) Marítimo, (11) Académica, (12) V. Setúbal, (13) Gil Vicente, (14) Olhanense, (15) Moreirense, e (16) Beira-Mar.

Para a temporada 2013/2014 Benfica, FC Porto e Sporting gastaram em contratações um valor combinado de quase 60 milhões de euros, com destaque para Markovic (Benfica) e Herrera (FC Porto).

O Benfica foi o clube português que até ao momento mais gastou em contratações: um valor estimado em cerca de 36 milhões de euros.

O FC Porto investiu, até o momento, nesta temporada cerca de 22 milhões de euros, em virtude das contratações do mexicano Herrera ao Pachuca (08 milhões por 80 por cento do passe), do colombiano Quintero (05 milhões ao Pescara por metade do passe) e de Diego Reyes ao América por 7 milhões de euros.

Os jogadores Tiago Rodrigues e Ricardo foram contratados ao Vitória de Guimarães por verbas estimadas em 1 milhão de euros cada. Já Licá, Josué e Carlos Eduardo foram todos contratados ao Estoril por valores ainda não revelados. Na mesma situação está Ghilas, contratado ao Moreirense.

Já nas vendas, o FC Porto consegue, com a saída de três jogadores, mais do triplo do que terá gastado: 70 milhões na venda conjunta de João Moutinho e James Rodriguez ao Mónaco (25 e 45 milhões respectivamente) e 4 milhões por Atsu (Chelsea).

Em plena reestruturação financeira, o Sporting gastou este ano menos de dois milhões de euros. 

Os investimentos já tem surtido efeito, pelo menos nesse início de temporada: as três equipes lideram o campeonato.

Dentre os plantéis, destaca-se a absorção de jogadores do Brasil como por parte do F.C. Porto, que habitualmente possui um terço de seu plantel formado por brasileiros, hoje com 08 jogadores. Seu ataque que já teve Hulk e Kléber, conta atualmente com o ex-Paraná Clube, Kelvin.

 Já o S. L. Benfica conta com 05 brasileiros (17,9% do plantel), com destaque para Lima atacante. O terceiro colocado F. C Paços de Ferreira tem cinco brasileiros. O S.C Braga tem oito brasileiros. O Estoril Praia, 09 brasileiros. O Rio Ave, 12. O Sporting conta atualmente com 07. E assim segue.

Entre a temporada de 2009/2010 e de 2013/2014, 318 brasileiros se transferiram para Portugal (primeira e segunda ligas), conforme contabiliza o site especializado em futebol internacional, Futebol 365.

Somente pela Liga Zon Sagres 2013/2014, 84 brasileiros já atuaram nesta temporada.

Não por acaso que nosso objetivo no exterior é montar uma filial em Portugal, haja vista a proximidade física com o futebol português.

 

 

Mercados consumidores a serem atingidos por representação

 

(ii) Ucrânia

 

A Premier League da Ucrânia tem 16 times e a maioria tem jogadores brasileiros no plantel. O atual campeão nacional, que disputou a Liga dos Campeões da UEFA, o Shakhtar Donetsk, possui 10 brasileiros no elenco (35,7% do plantel), com destaque para Bernard, Fernando, Wellinton Nem e Taison (atualmente emprestado para o FC Metalist Kharkiv). O segundo principal clube do país em termo de conquistas nacionais, FC Dynamo Kyiv, possui apenas dois brasileiros no elenco.

Entretanto o segundo colocado na temporada passada, FC Metalist Kharkiv conta com 05 brasileiros no elenco para a temporada 2013/2014, dentre eles o recém contratado Diego Souza. O FC Dnipro conta com 04 brasileiros, e o destaque é o meia Giuliano, revelado pelo Paraná Clube e ex-Internacional.

 O FC Metalurh Zaporizhya, FK Metalurn Donetsk, FC Chornomorets Odessa, FC Volyn Lutsk têm 3 brasileiros cada um. Já o SC Tavriya Simferopol, FC Zorya, FC Karpaty e o FC Arsenal Kyiv têm 2 brasileiros.

No total, 39 brasileiros atuaram na 1ª divisão ucraniana nesta temporada 2013/2014.

Segundo a mídia especializada, a expectativa é que mais jogadores cheguem para jogar na Ucrânia, que cada vez mais tem acolhido jogadores brasileiros.

 

 

(iii) Rússia

 

A Russian Premier-League 2012/13 foi disputada por 16 agremiações, sagrando-se campeão o CSKA Moskva, de Moscou, único a disputar a Liga dos Campeões.

O time emprega dois brasileiros: Vitinho e Mário Fernandes. Wagner Love depois de três passagens pelo clube e fazer história acertou sua transferência para o Shandong Luneng, da China. O FK Zenit, vice-campeão possui apenas um brasileiro no elenco: Hulk.

O FK Krasnodar terminou a temporada apenas na 10ª colocação, com destaque para o atacante brasileiro, artilheiro na temporada com 13 gols. A equipe conta ainda com outros dos brasileiros: Joãozinho e Isael.

Na temporada 2012/2013, 31 brasileiros atuaram por algum clube russo. Já para a temporada 2013/2014 pelo menos 20 jogadores brasileiros irão entrar em campo para jogar o principal campeonato russo. Só o Terek Grozny conta com 05 brasileiros.

Pelo FK Anzhi Makhachkala, João Carlos, Jucilei, Ewerton são destaques. Recentemente Willian (ex-Corinthians) foi transferido ao Chelsea por 37 milhões de euros.

Mais de uma centena de jogadores brasileiros já vestiram a camisa de algum clube russo, fato que demonstra o potencial desse mercado como destino final de nossos atletas.

 

(iv) China

 

A Super League 2013 chinesa tem 16 clubes um artilheiro brasileiro: Elkeson do Guangzhou Evergrande com 24 gols, atual campeão. O brasileiro Edu do Liaoning Hongyun também foi destaque na liga com 14 gols marcados.

Os três primeiros, Guangzhou Evergrande, com 2 brasileiros no elenco, Shandong Luneng também com dois brasileiros (sendo a sua contratação mais recente o atacante Vagner Love) e Beijing Guoan (que tinha André Lima em seu elenco) participam da Asian Champions League.

O Shanghay Shenxin e o Tianjin Teda FC contaram com quatro brasileiros na sua temporada. Guangzhou R&F (03 brasileiros), Dalian Aerbin (conta com o brasileiro Fábio Rochemback),

A China é um dos mercados com maior potencial de crescimento no futebol. A maioria dos times, mesmo os menores, tem estádios modernos com capacidade para no mínimo 20.000 lugares, outros chegando a 70.000 lugares. Dos 16 times que compõem a liga principal, 11 deles emprega brasileiros sendo que 27 brasileiros entraram em campo nessa temporada.

Segundo estudo da FIFA TMS de 2012 o mercado chinês foi responsável pelo montante de US$ 49 milhões nas transferências internacionais. Esse estudo revela que a China se trata de um rico mercado consumidor a explorar. Assim, oportunamente, mediante representação por um agente de scouting ou até mesmo com um escritório local da Companhia, pode tornar-se um dos melhores mercados para nossos jogadores serem negociados.

 

(v) Coréia

 

A K-League 2013 da República da Coréia tem 14 clubes sendo que na temporada 2013 pelo menos 29 brasileiros entraram em campo.

O destaque é Pedro Júnior do Jeju United com 17 gols em 14 rodadas, que atua junto com outros 2 brasileiros (Rodriguinho e Maranhão).

Somente no Ulsan Hyundai, quatro brasileiros fazem parte do elenco, com destaque para Rafinha com 10 gols.

A grande maioria dos atletas em atuação no país foram revelados em equipes que atuam na série B e série C do Campeonato Brasileiro como por exemplo o atacante Roberto do Ulsan Hyundai, revelado pelo Figueirense ou o atacante João Paulo do Daejeon Citizen, revelado pelo ABC.

Geograficamente posicionada com um representante em Seul a Companhia ficará dotada de uma excelente representatividade na Ásia, um continente com grande potencial de crescimento e que precisa contar com nossa presença física para a aproximação com todas as equipes locais e que poderão dar cobertura a outros mercados asiáticos importantes como Japão com 18 times na J-League 2013 (38 brasileiros atuaram na temporada 2013 até a 33ª rodada) e Singapura com 12 clubes na S-League 2013.

 

(vi) Espanha

 

Equipes da segunda divisão bem como de segunda linha da primeira divisão são tradicionalmente importadores de jogadores do futebol brasileiro. Dessa forma poderão ser contatados por nossos correspondentes os clubes Levante, Athletic, Granada, Osasuna, Celta de Vigo, Mallorca, Deportivo e Zaragoza.

 

(vii) Turquia

 

A Turquia é um mercado importador reconhecido internacionalmente. Em média o elenco de cada equipe é composto com 30 a 40% de estrangeiros. Jogadores brasileiros tem se destacado no país, como o terceiro artilheiro do campeonato, Bobô, do Kayserispor com 18 gols. Além disso, o time conta com outros três brasileiros na equipe: Cleyton, Jajá Coelho e Mert Nobre.

São possíveis alvos os times Bursaspor, Kayserispor, Kasimpasa, Antalyaspor, Eskisehirspor, Trabzonspor, Gaziantepspor, Gençlerbirligi, Sivasspor, Elazigspor, Akhisar, DC Karabukspor, Istanbul BB, Orduspor e o Mersin Idman Yurdu.

 

(viii) Grécia

 

Embora a conjuntura econômica grega não seja a das melhores neste momento o fato é que o mercado grego é constantemente abastecido pelo futebol latinoamericano. Veja-se que mesmo em tempos adversos os clubes gregos continuam importando jogadores de futebol, razão pela qual a Companhia pretende firmar uma representação em terras gregas. Os clubes-alvo seriam o Panthrakikos, Panionios, Platania Chania, Levadiakos FC, Veria FC, Aris, OFI, AEK e o Kerkyra.

 

(xix) Arábia Saudita

 

A Arábia Saudita tem sido o destino de diversos brasileiros por tratar-se de um mercado em expansão e oferecer altos salários aos atletas que lá aportam.

O atual campeão (Temporada 2012/2013), Al Fateh, conta com  o brasileiro Elton. Já o campeão da temporada 2011/2012, Al Shabab conta com dois brasileiros: Rafinha e Fernando.

No Al Hilal, destaque para o meia Thiago Neves, que já teve passagens pela seleção brasileira e iniciou sua carreira no Paraná Clube.

Por sua vez, All Ittihad, Ettifaq FC e All Ahli contam com três brasileiros cada. O pentacampeão All Nassr também possui três brasileiros em seu elenco.

Tais dados demonstram o potencial de transferência de atletas para esse mercado.

 

 

Mercados Fornecedores a serem atingidos por filiais

 

(i)          Argentina

 

A Argentina é um típico mercado exportador de jogadores. Nas temporadas 2009/2010 o país transferiu para o exterior cerca de 1.800 jogadores, segundo levantamento da  empresa Euroamericas Sports Marketing.

A Liga Principal da Argentina, a Torneo Final 2013 reúne 20 clubes: Newell’s Old Boys, River Plate, Lanús , San Lorenzo, Godoy Cruz, Quilmes, Arsenal de Sarandí, San Martin San Juan, Racing Club, At. Rafaela, Belgrano, Independiente, Tigre, All Boys, Colón, Estudiantes, Unión, Vélez Sarsfield, Boca Juniors e o Argentinos Junior.

A pujança econômica do futebol brasileiro em relação ao futebol argentino nos coloca em posições diametralmente opostas: importa-se habitualmente jogadores argentinos qualificados para abastecer os clubes nacionais, assim, uma boa oportunidade é ter uma filial no país vizinho para captação de jogadores já formados, de médio nível técnico, para colocação em times nacionais de primeira linha, com parceria nos direitos econômicos para posterior revenda ao exterior, ou diretamente por intermédio de nossas filiais europeias ou asiáticas.

Adicionalmente, o mercado uruguaio, outro tradicional fornecedor de jogadores de bom nível técnico, poderá ser atendido pela filial argentina, mantendo contato com clubes como o Defensor Sporting, Peñarol, River Plate, Nacional, Danubio, Racing, Montevideo Wanderers, Juventud, Fénix, El Tanque Sisley, Cerro, Liverpool Fútbol Club, Cerro Largo, Progreso, Central Español e Bella Vista.


Companhia Aberta
Código CVM 22934

COTAES


TRABALHE CONOSCO BM&F BOVESPA | CVM | CBLC